sexta-feira, 5 de julho de 2013

Daniel Day-Lewis.

Há alguns anos, li um maravilhoso romance do checo Milan Kundera, chamado A Insustentável Leveza do Ser. Fiquei feliz ao saber que fora realizado um filme inspirado neste livro e consegui assistir ao tão esperado trabalho. Foi uma grata surpresa, quando vi que o personagem principal, Tomas, fora interpretado pelo ator britânico Daniel Day-Lewis, pelo qual nutri uma profunda simpatia, depois de vê-lo atuando em O Último dos Moicanos, As Bruxas de Salém e Gangues de Nova York.


Agora, falarei resumidamente sobre filmes de Daniel Day-Lewis que assisti. Espero que o texto consiga expressar a minha admiração por este ator fenomenal.


 - A Insustentável Leveza do Ser (The Unbearable Lightness oh Being): Lançado em 1988, sob direção de Philip Kaufman. O filme nos conta a história de um triângulo amoroso, formado por Tomas (Daniel Day-Lewis), Teresa (Juliette Binoche) e Sabina (Lena Olin) em meio a tensão política instaurada em Praga nos anos 60. Ficou conhecido pela cena sensual, em que Lena Olin posa para Juliette Binoche. O filme foi indicado ao Oscar de Melhor Fotografia e Roteiro Adaptado.

  - Meu Pé Esquerdo (My Left Foot): Meu favorito. Trata-se de um drama, baseado na autobiografia de Christy Brown, deficiente físico que utilizava seu pé esquerdo, único membro do corpo que conseguia controlar, para se expressar artisticamente, tornando-se escritor e artista plástico. Lewis retratou a deficiência de Brown de uma forma sensível e emocionante. A magnífica atuação de Daniel Day-Lewis rendeu-lhe o Oscar de Melhor Ator, assim como o prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante para Brenda Fricker . O filme ainda foi indicado a outras 3 categorias: Melhor Filme, Melhor Roteiro Adaptado e Melhor Diretor (Jim Sheridan). O diretor voltou a dirigir Lewis no filme Em Nome do Pai, lançado em 1993. O filme repetiu a façanha de Meu Pé Esquerdo e foi indicado novamente para as mesmas categorias. Concorreu também ao Oscar de Melhor Ator Coadjuvante e Melhor Edição. Podemos dizer que a parceria Sheridan-Lewis dá ótimos frutos, não é mesmo?


 - O Último dos Moicanos (The Last of the Mohicans): Lançado em 1992, esta aventura foi baseada no livro de James Fenimore Cooper. Em meio a disputa de terras entre franceses e ingleses, nasce o amor entre Hawkeye, um jovem branco adotado pelos moicanos, e Cora, filha do general inglês. O filme é muito bonito e conta com uma paisagem fascinante.


 - A Época da Inocência (The Age of Innocence): Sob a direção de Martin Scorsese, talvez seja o mais despretensioso dos filmes citados. Acredito que a falta de emoção dá-se por se tratar de uma obra que relata as futilidades de uma sociedade antiquada, mesquinha e manipuladora, onde esconder os sentimentos era crucial para manter as aparências. Lewis interpreta Newland Archer, um jovem advogado carismático e culto, apaixonado por sua noiva, May (Winona Ryder), porém seus sentimentos mudam, quando a prima de sua noiva retorna à Nova York.


 - As Bruxas de Salém (The Crucible): Filme lançado em 1996, baseado na obra de Arthur Miller. O filme narra os eventos que desencadearam os últimos julgamentos por bruxaria na América do Norte. Lewis atua novamente com Winona Ryder.


- Gangues de Nova York (Gangs of New York): O mais comercial de todos os filmes citados. Lançado em 2002, Lewis é novamente dirigido por Martin Scorsese. O filme conta a história de Amsterdam Vallon (Leonardo DiCaprio) empenhado na vingança contra o homem responsável pela morte de seu pai. Lewis interpreta o perverso Bill Cutting, um mafioso que influencia a política local. Outra ótima atuação de Lewis. O filme foi indicado a 10 categorias no Oscar de 2003, porém não ganhou nenhuma.


 - Lincoln: Belíssimo filme lançado em 2012, que angariou dois prêmios do Oscar de 2013: Melhor Ator para Lewis e Melhor Direção de Arte. O filme narra a convivência de Lincoln com seu familiares e em paralelo, sua atuação para o fim da Guerra Civil. Interpretações carismáticas de Sally Field e Tommy Lee Jones tornam o filme memorável. Liam Neeson fora cotado para fazer o papel de Lincoln, porém não aceitou o papel.


No total Daniel Day-Lewis já foi premiado 3 vezes pela Academia como Melhor Ator, sendo o prímeiro e único a atingir esta façanha.

Há algum outro filme de Daniel Day-Lewis que vocês já assistiram?

Beijos.